Como está o Cosmos no seu Caos?

Outro dia vi o vídeo da Aline Maccari (@aastrologa) e falava sobre caos e cosmos. Ela como sempre certeira, misturando mitologia, astrologia e Jung de uma maneira mais que harmoniosa. E fiz uma conexão com uma conversa que tive com um dos meus alunos. Falávamos sobre carreira, escolhas, definições e momentos de vida.

Contei então a minha história: larguei uma carreira na área jurídica – era servidora pública federal – com um salário enorme e um emprego estável para me aventurar no mundo caótico do empreendedorismo.

Cosmos : fonte da imagem Unsplash fotos

A palavra caos tem origem no verbo grego χαίνω que significa separar, ser amplo, abismo, vasto, vazio, aquilo que abre largamente. E, em diversas tradições mitológicas, o vazio primordial de caráter informe, ilimitado e indefinido, que precedeu e propiciou o nascimento de todos os seres e realidades do universo – o cosmos.

Antes do cosmos havia o caos.

Depois de algum tempo a palavra sofreu uma mutação, por assim dizer, e se transformou naquilo que conhecemos hoje: a desordem.

Desorganização geral. Uma mistura de coisas em total desarmonia, enfim: uma confusão.

A confusão de instalou na minha vida com a pandemia, assim como na vida de muitas pessoas.

No início pensei que estava ferrada, que tudo era caos já que a pandemia chegou e acabou com meus planos – inicialmente era apenas trabalhar com viagens para mulheres que nunca viajaram sozinhas ou que desejam um roteiro customizado.

No meio do caminho tinha uma pedra.

Pensei que não sobreviveria ao caos.

Me reinventei, voltei a ensinar – ensino inglês on-line – e ao longo da jornada, já se vão 2 anos, muitas coisas foram se encaixando: fui indicada por uma aluna para trabalhar como tradutora em uma grande empresa de tecnologia.

E, no último mês, fui contratada pela mesma empresa para corrigir, ajustar, dar insights, melhorar as apresentações no idioma, falei sobre esta página do meu livro da vida aqui.

Hoje estou com alunos em lista de espera. Não tenho mais horários disponíveis para os que moram na Irlanda. Em breve terei que expandir o negócio e contratar (ensinar a metodologia) outra professora para atender a clientela que eu não consigo encaixar na agenda por conta dos horários.

O caos se ordenou. De tal forma que o cosmos se expandiu.

Cosmos: fonte da imagem unsplash fotos

O cosmos que é originalmente o sinônimo do universo, expandiu seu significado e na filosofia é sinônimo de harmonia universal; o universo ordenado em leis e regularidades, organizado de maneira regular e integrada.

Não imaginei que hoje estaria aqui escrevendo sobre isso. Que minha vida daria tantas guinadas e que a pandemia – o monstro caótico que nos tirou o chão – me traria um Norte diferente, maior, menos amedrontador e, certamente, mais pacífico.

Eu e Jake na jornada caótica da vida : imagem autoral do arquivo pessoal

Na fotografia estou com mais um “elemento” organizador do meu caos: Jake, meu cachorro.

Assim, o cosmos precisa do caos. Depende dele para surgir, aparecer e eventualmente, se expandir. Se o caos é a desordem o cosmos é um sistema bem ordenado.

Carl Sagan define o Cosmos como tudo o que existiu, existe ou existirá, na excelente obra Cosmos. Ele menciona as explorações e como o mundo mudou depois de explorarmos o cosmos e ainda, que tais explorações

nos fazem lembrar que os humanos evoluíram se fazendo perguntas, que a compreensão é uma alegria, que o conhecimento é um pré-requisito para a sobrevivência.

Acredito que nosso futuro depende de quão bem vamos conhecer esse cosmos, no qual flutuamos como um grão de poeira no céu matinal

Precisamos de imaginação, de sonhos, de realidades alternativas.

Devaneios também. Sonhar acordado é preciso. Alimentar o espírito para que ele possa criar imagens, escrever livros, fazer música. Tudo que represente o cosmos, o nosso e o dos outros. O dos outros não é também nosso?

Ele complementa:

A imaginação nos levará com frequência a mundos que nunca existiram. Mas sem ela não iríamos a lugar algum.

Sem ela não ordenamos o caos, não imaginamos um mundo melhor. Não criamos sonhos, metáforas, aliterações, contrastes. Deixamos de explorar a língua e a nossa língua emudece, a linguagem interna e a externa perde seu valor artístico.

A imaginação é nossa passagem para o cosmos.

E, por fim, sem o caos, não há cosmos.

Abracemos o caos, redesenhemos nosso universo, ordenemos nossa vida.

Me fale sobre você: como está o cosmos no seu caos?

2 comentários sobre “Como está o Cosmos no seu Caos?

  1. Amei o texto!!! Tive uma passagem do caos ao cosmo alguns anos atrás quando sai do mundo corporativo e fui pra clinica!! Seguir nosso Daimon é necessario, a alma chama e como é bom atender esse chamado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s