Portugal Parte II : Lisboa

A capital charmosa do país que foi a pátria mãe por muito tempo fica na beira do rio Tejo – o maior da Península Ibérica. Fundada pelos fenícios e ocupada pelos muçulmanos durante muitos anos, foi reconquistada pelos portugueses (de vez) em 1147. A partir do século XV se tornou um dos maiores portos do mundo. É uma cidade cosmopolita e quase todos falam inglês. E, muito bem, diga-se de passagem.

 

Transportes: o metrô é como sempre a melhor pedida, pequeno, fácil e com linhas bem parecidas com as nossas aqui em Sampa. Basta o cartão viva Lisboa e pronto. É o que eu uso. Um detalhe importante: procure chegar com moedas em euro, às vezes no carregamento em algumas máquinas não aceitam notas. Deixe separado algumas moedas para se virar na chegada. Segue o mapa: Mapa do metrô. O cartão, que você também pode comprar na máquina, é valido por um ano.

Como tenho poucas fotos pedi a um amigo que esteve lá a conhecer o Algarve e Lisboa agora no ano novo Thom McGinley, as fotos abaixo são dele:

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Muito mais simples, se é sua primeira vez, é pegar o hop on hop off: ônibus de turismo. Funciona como em todas as outras cidades, para por alguns minutos em um determinado  local, você decide se quer lá ficar e pega o próximo ou se apenas tira fotinhos da janela ou do deck lá em cima. Há português do Brasil ou português com samba, como alguém já disse, e diversas outras línguas. Sempre recomendo em todos os lugares possíveis, pois é barato (pelo custo benefício) e super prático, você não precisa ocupar a cabeça pensando na logística.

 

Acomodação: gosto muito do hostel (Melhor estada) que fica super central (Praça Marquês de Pombal) inclusive há uma parada do hop on hop off mencionado acima, além da estação de metrô que leva o mesmo nome da praça. Agora o hostel está em reforma, mas creio que reabrirá em breve. Em geral reservo no Hostelworld: Link para reserva. E sempre consigo um excelente desconto. Há restaurantes super perto – na esquina, um mini mercado algumas poucas quadras abaixo, bancas e quiosques para comprar o que necessita.

 

Antes que eu esqueça: agora a taxa para turista diária está € 2 em Lisboa. O mesmo que paguei em Frankfurt. Não tem como discutir, paga na hora do check in na acomodação – seja ela qual for.

 

Cheguei a Lisboa vindo de São Paulo (voos diretos pela TAP e pela LATAM) e peguei o metrô até o terminal rodoviário (Rodoviária). No aeroporto há a linha vermelha com a estação “aeroporto”, vai em direção a São Sebastião na linha azul, pega a última com a direção colégio militar e desce na estação jardim zoológico. Fácil, não é? Poderia ter ido a Faro de avião, mas ficava infinitamente mais barato ir de ônibus (auto carro) além da viagem ser apenas de 3 horas para Lagoa (Se você ainda não viu) e ter wi-fi a bordo. Importante mencionar que tem banheiro (casa de banho), mas você precisa pedir para a moça (rodomoça?) abrir a porta que fica trancada durante todo o percurso. Se quiser usar o toalete antes de embarcar há um na rodoviária, tem que ter moedas também,  20 centavos. Como você pode ver moedas são super importante!

 

Atrações de Lisboa: Castelo de São Jorge, Mosteiro dos Jerônimos, Torre de Belém, Convento do Carmo, Oceanário, Praça do Rossio, catedral da Sé, elevador Santa Justa, Palácio Nacional da Ajuda. São as mais conhecidas da cidade, eu acrescentaria o estádio do Benfica, se você gosta de futebol; Alfama um bairro super lisboeta, com suas ruas típicas; o Bairro Alto para a noite com bares e mesas nas ruas, uma baladinha bem gostosa da cidade que é super segura. Museus: museu do fado e do chiado são ótimos para fazer uma visita. E, para comer os pastéis de Belém fresquinhos recomendo esse local: Pastel típico. Algumas das belezas da cidade abaixo:

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Vocabulário: nossa língua tão linda, completa e sonora muda bastante no português de Portugal (o original como eles dizem). Algumas palavras serão infinitamente úteis para sua viagem, são elas: ônibus é autocarro, trem é comboio, bonde é elétrico, celular é telemóvel, metrô é metro, pedestre é peão, camiseta é t-shirt, banheiro é casa de banho.

Os cafés: o nosso “carioca” é carioca de café. A média é meia de leite. Eles utilizam o pretérito imperfeito ao invés do futuro do pretérito nas sentenças, por exemplo: ao invés de eu gostaria os portugueses falam: eu gostava.

E, o mais importante: o verbo haver no lugar de “ter” como falamos aqui. Nós falamos: tem um voo barato, eles falam: há um voo barato. Isso pode ser um tanto confuso no início, mas logo nos habituamos.

 

Gostaria (ou gostava?) de comentar outro aspecto cultural. Os portugueses são mais diretos, a exemplo dos alemães, isso não quer dizer que são grosseiros. Já vi muita gente comentar isso nos blogs. Apenas dizem o que estão pensando e certamente são menos sensíveis e mimizentos que muita gente por aí. É cultural e não pessoal. Se acostuma que dói menos.

 

Nossa música estava a minha espera em todos os locais que eu entrava. Nas rádios o tempo todo ouvia música brasileira, até funk! Do lado de cá não ouvimos nenhuma música portuguesa. Deixo aqui embaixo o maravilhoso fado na voz moderna e atual de uma cantora que faz muito sucesso em terras portuguesas, ouvi e gostei muito:

 

 

Adoraria ouvir mais músicas portuguesas por aqui, trocar mais figurinhas com o país e quem sabe colorir o metrô aqui como se fosse o fundo do mar, cheio de poemas e bichinhos marítimos (como é lá na linha azul). 

 

Tenho cá (tão lindinho esse cá e lá) o cartão viva Lisboa (o bilhete único de lá) carregado, mapas e várias dicas além das que você leu acima. Portugal é o melhor destino para começar a viajar sozinho(a), seguro, limpo, a mesma língua (quase) e muito bonito. 

 

Assina a newsletter na nossa página: Viajar é fundamental para receber guias de viagem (as capitais da Europa em 2020) e novidades da indústria do turismo.

Se quiser montar sua viagem sozinho, siga os 15 passos no Guia Essencial para Viajar por Conta Própria.

Passa lá!

 

6 comentários sobre “Portugal Parte II : Lisboa

  1. Ola
    Em junho vou a Lisboa pensei em 4 dias depois 3 em porto e 2 em Aveiro
    Sugestões?
    Vou sozinha
    Hostel
    Lisboa central hostel
    Home Lisboa hostel
    Agradeço

    Grande abraço

    1. O Lisboa central hostel que eu compartilhei o link no post acho q é a melhor opção , veja se estará funcionando ( está em reforma agora) . Vou falar sobre o Porto em breve , mas fiquei num hotel que se chama Boa Vista bem na foz do Douro e adorei ! Acompanha o blog que vai ter mais dicas ok ? Espero ter ajudado . Beijos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s