Mongólia Parte III: budismo e os mosteiros

A Mongólia conta com 80% de sua população devotada ao budismo.

Há monges jovens, crianças até, começando sua carreira religiosa nos mosteiros.

No segundo mosteiro que visitamos entramos no meio do serviço religioso, com os monges sentados entoando cânticos (ou mantras, eu suponho).

Entramos no sentido horário e saímos no mesmo sentindo, sentados atrás dos monges ouvimos parte do ritual.

Nosso guia explicou que o budismo na Mongólia é light.

Não há tanta exigência quando as crianças começam no serviço religioso, há espaço para brincar e os jovens que vi me pareceram contentes.

Pode-se renunciar quando quiser, desde que respeite as tradições. Não é obrigatório permanecer monge a vida toda.

O primeiro mosteiro chama-se Amarbayasgalant. Fica perto do rio Selenge e ao pé da montanha Burenkhan.

Foi construído em 1725 em homenagem ao grande líder Bogd Zanabazar( Informação turística).

É super grande e os detalhes em madeira são impressionantes.

A localização é privilegiada mesmo.

Um mosteiro no meio da vasta paisagem do país e ao fundo as montanhas como que emoldurando os templos:

O segundo mosteiro é o mais famoso da Mongólia, chama-se Erdene Zuu.

Na  verdade é um complexo de templos de diversos estilos, tibetanos e mongol por exemplo.

Foi o primeiro templo budista da Mongólia, fundado em 1586.

Ficou fechado até 1965, reaberto então para funcionar somente como museu e não como lugar de adoração.

Com a queda do regime comunista, no início dos anos 90, a liberdade religiosa foi restaurada e os templos puderam ser novamente lugar de adoração.

O templo conseguiu ser reaberto por conta da população, que durante a destruição da era comunista, guardou estátuas, máscaras e artefatos (correndo risco de morte por tal ato) e forneceram ao complexo de Erdene quando de sua reabertura.

A localização também é privilegiada, ao lado das ruínas da antiga capital do império mongol: Karakorum (Lista da UNESCO).

O museu é super organizado e há uma cafeteria (aproveite caro amigo, café de verdade) e, se der sorte o wi-fi vai estar funcionando e você pode dar um olá para sua família.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nas estradas de terra seguimos em busca de outra família para pernoitar.

De repente o guia avistou um carro atolado e algumas pessoas em volta tentando ajudar. Paramos.

Depois de algumas tentativas foi possível desatolar e o dono do carro agradecido, nos ofereceu sua ger para pernoitar.

Na verdade montamos uma outra ger e pernoitamos nela mesmo.

Não houve tempo de colocar lona para o chão então nossos sacos de dormir ficaram sobre a grama mesmo.

Das coisas inusitadas que acontecem.

As coincidências ou sincronicidades.

Encontramos um carro na estrada, ajudamos e fomos recebidos na casa do motorista.

Não há sensação melhor que conseguir montar um teto sobre sua cabeça em uma hora e poder colocar seu saco de dormir e descansar.

Lembro-me de ter dormido numa esteira no Japão (em Kyoto num japanese inn) e ter acordado super bem, o mesmo se passava na Mongólia.

Dormir no chão faz bem a coluna!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fazíamos várias trilhas na viagem que você está acompanhando.

Duas delas (duração de algumas horas) foram para crateras de vulcões (extintos).

O terreno é escorregadio e irregular, subir é melhor que descer e é necessário paciência na escalada. Mas o visual… ah! Compensa a subida.

Dá uma olhada na cratera:

vulcão
Picture by C.C.Hua

No próximo post: o deserto do Gobi e mais Mongólia para você. Uma terra vasta com cavalos e cenários magníficos.

Boa viagem.

4 comentários sobre “Mongólia Parte III: budismo e os mosteiros

  1. Filhota como sempre, excelente a descrição da tua inolvidável viagem à Mongólia
    Todavia, uma observação, dizes que o Mosteiro Erdene Zuu foi fundado em 1586 e no parágrafo a seguir dizes fechado até 1965. Fica a ideia de que esteve fechado desde a fundação, isso a minha opinião.
    PARABÉNS por mais esta excelente viagem, a qual conjuntamente com as anteriores serão otimos guias para quem pretender para eles viajar.
    Uma boa noite e ótimo descanso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s