Chile 2: Santiago

Santiago: No post anterior mencionei que tudo é muito doce, que há muitas escadas e que o povo é educado, os carros param para que você possa atravessar a rua e, por fim, a cidade é bonita e limpa. Fizemos o free walking tour para ter uma ideia geral da cidade. O nosso guia foi o Franco, saímos às 11:00 da Plaza de Armas, em frente a catedral. Ele estará com uma camiseta vermelha com o nome do tour. Na própria praça há prédios, como a catedral, o Museu histórico nacional, o correio e a prefeitura, que merecem uma visita mais atenta. Volte, como nós fizemos e aprecie os detalhes, entre no museu e aproveite o wifi.

catedral plaza de armas Amanhecer na plaza de armas

O Palácio de La Moneda vimos apenas por fora, pois a visita ao centro cultural do mesmo -que fica no subsolo- tem que ser agendada pela web: reservas@centroculturallamoneda.cl . Vale a visita na praça, onde há a estátua de Salvador Allende e a respectiva história contada resumidamente pelo guia.

O Cerro Santa Lucia é espetacular. Vale as centenas de degraus e a vista da cidade juntando o novo e o antigo com a Cordilheira dos Andes ao fundo. Na subida você vai encontrar murais, esculturas e uma fonte, jogue lá sua moedinha, pode ser de 10 centavos de real, tá valendo e faça seu desejo. De costas!

Cerro 3 Cerro 2 Cerro santa lucia

O Cerro San Cristóbal é bem legal também. A subida é feita por meio de um “funicular”, a primeira parada é no zóologico, desça, pois só para aí na subida. A segunda é no “cumbre” ou topo do Cerro. Há muitos ciclistas tomando seu mote (a bebida feita de pêssego com uns grãos embaixo), se refrescando e batendo papo. Há um santuário após alguns degraus. A vista da cidade vale a foto.

Museus: visitamos vários, mas recomendo sem dúvida o Nacional de Belas Artes. O edifício já vale a visita. Fica em frente ao parque florestal e a estação de metrô é Bellas Artes.

La Chascona: Pablo Neruda me levou a Santiago. Sou uma fã. Esta casa dele é azul, cheia de um charme que só pode ser traduzido pela sua poesia. O passeio é feito com um áudio guia – em português- através dos cômodos que trazem a marca de Neruda e sua Matilde. As fotos só são permitidas no exterior. CLP: 4.000 a entrada, fica no bairro Bella Vista, a estação do metrô é a “baquedano” (linha vermelha ou verde). Lembrando que segunda é fechado.

La chascona Neruda

Bairro Bella Vista: aqui se encontram a maioria dos restaurantes, os famosos e os melhores também. Há um pátio com o mesmo nome do bairro, que parece com uma praça de alimentação, todo tipo de comida, o pessoal faz “happy hour” a noite. Por ordem de gostosura: La Boheme. Sem dúvida o melhor, comi um camarão al pi pi , maravilhoso! Como água para chocolate. Serviço mais rápido de Santiago, atendimento nota 10. Comida nem tanto. Os 2 ficam na rua Constituicion. Estação “baquedano” (linha vermelha ou verde).

Recomendo ainda o Le Bistrot: um bistrô francês com saladas bem servidas e cujo creme brulee é muito bom de acordo com minha companheira de viagem Karen. Necessário fazer reserva. Estação de metrô: Los Leones. http://www.ilovechile.cl/2013/02/06/taste-france-le-bistrot-restaurant-providencia/80189

E para finalizar o Liguria: restaurante-boteco para os locais. Comi uma lula frita, estava muito boa. O preço é honesto e o lugar é super charmoso. Estação de metrô: Manuel Montt.  http://liguria.cl/

Liguria

No próximo post falarei sobre Viña e Valparaíso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s