Japão – Parte IV: bate e volta

Há um escritor japonês chamado Haruki Murakami, o livro que mais gosto (uma trilogia na verdade) chama-se 1Q84 (com “Q” mesmo e não “9” como o do George Orwell, apesar das amplas referências ao último) : Crítica sobre 1Q84. Chama-se realismo fantástico esse tipo de escrita. Pois bem, nenhum livro maluco me preparou para a realidade alternativa que é o Japão. Nem mesmo os filmes de Akira Kurosawa: Filmografia de Akira. Uma verdadeira “pandora”. Foram 6 cidades ao todo, como base para o bate e volta usei Tóquio: A magnífica e Quioto: Se você ainda não viu .

 

Kamakura: de Tóquio pegue a linha de trem JR Yokosuka, vai desembarcar na estação de Kamakura e lá, à direita saindo da catraca há um centro de informação turística, onde falam inglês e o atendimento é impecável. Pegue o mapa e se informe do ônibus que sai na frente da própria estação e te levará ao grande Buda, a estátua de bronze gigante, o “Daibutsu”: O que ver. A cidade é cercada de templos e de verde. Creio que é melhor passar um dia inteiro, pois há muito o que ver e as caminhadas são longas.

 

 

O seguinte foi para Nagoia: O castelo. Esse foi super rápido mesmo. Desci apenas na cidade para ver o castelo, a caminho de Quioto. Peguei o shinkansen em Tóquio e fiz uma parada em Nagoia, com a passagem para o próximo destino já em mãos. A dica aqui, vale para toda viagem, leve uma mala pequena. Tive que deixar a mala no guarda-volumes na estação central de Nagoia para pegar o metrô em direção ao castelo, 99 % dos armários eram pequenos. Aproveite para almoçar na estação, é dentro de um shopping e a dica esperta é: no 12º andar tem um fumódromo. Pegue o metrô e desça no castelo. Tomei um susto quando ouvi português no trem. Aparentemente a cidade tem o maior número de dekasseguis: Trabalhador migrante no Japão. A visita ao castelo valeu a ida. Por fora é uma obra impressionante, dentro há algumas armaduras de samurais e réplicas de casas da época.

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

A partir de Quioto a primeira parada foi Hiroshima: Os principais pontos. Pelo valor histórico (triste história). Fiquei surpresa porque a cidade é cercada de árvores e parques. Há muito verde. Completamente viva e recuperada. A dica aqui: você vai utilizar o passe JR para pegar o ônibus do tipo hop on hop off do lado de fora da estação. Não vai pagar um centavo a mais e pode percorrer todos os pontos turísticos da cidade. Pegue um mapa no centro de informação turística na saída da catraca à sua esquerda. A plataforma do ônibus de turismo fica na saída bem em frente ao centro de informação.

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

O último bate e volta foi para Nara: A cidade fascinante. E aqui ficou um pedaço grande do meu coração. É toda cercada de verde e os templos ficam situados próximos de um grande parque ao ar livre, onde você pode alimentar veados comprando uma espécie de biscoito especial (senbei) para os bichinhos fofos. Foi a primeira capital do império unificado do Japão. Era ano novo e estava super lotada, mas te digo uma coisa: vale cada passo apertado. O templo budista Todaiji é o mais famoso talvez por ser a maior estrutura de madeira do mundo: O templo . Tirei a sorte lá e saiu boa fortuna, trouxe impressa em japonês e uma espécie de inglês. Alimentei os animais e fiquei tão apaixonada por cada detalhe em madeira do teto do templo que voltaria mil vezes. Licença poética aqui: Nara, mon amour.

 

 

 

A saga Japão acaba aqui (infelizmente). Se tiver dúvidas ou precisar de ajuda com seu roteiro pode contar comigo. Deixe um comentário aí embaixo que eu respondo rapidinho, ok?  Boa viagem.

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s